sexta-feira, 30 de setembro de 2016

7868

TITULO :

ROZIER Abbé.-‎ Cours  d'Agriculture Théorique, Pratique. Vol VII ao VOL XII.( 1786 a 1805).

DESIGNAÇÃO

N 7868 – ROZIER Abbé.-‎ Cours complet d'Agriculture Théorique, Pratique, Économique, et de Médecine Rurale et Vétérinaire, suivi d'une Méthode pour étudier l'Agriculture par Principes; ou Dictionnaire Universel d'Agriculture. Vol VII ao VOL XII. De 1786 a 1805.
Par une Société d'Agriculteurs, et rédigé par l'Abbé Rozier. Rue et Maison Serpente. 7 volumes in-4 (202 x 262mm) plein veau fauve raciné, dos à 5 nerfs orné, pièce de titre rouge, de tomaison brune, gardes peignées, tranches rouges, . T7- 2ff + IV + 760pp. 22 planches ht. T8 - 2ff + 709pp. 40 planches ht. T9 - 2ff + 674pp. 18 planches ht. T10 - 1ff + frontispice + XVI + 499pp. 29 planches ht. T11 - 2ff + 3 tableaux dépliants + LVI + 492pp. T12 - 2ff + 668pp. 10 planches ht +1 tableau dépliant. Vignette gravée en taille douce aux 12 pages de titre. Bel ensemble ayant très peu de rousseurs.


Portes Grátis


Contactos para venda : amandio_marecos@hotmail.com














7870 - 

TITULO :

N 7870 – Apólice papel moeda de 10000 Réis emitida pelo Erário Régio 1799


DESIGNAÇÃO

N 7870 – Apólice de papel moeda de 10000 Réis emitida pelo Erário Régio 1799. Estas apólices constituíram o primeiro dinheiro em papel moeda que circulou no País, emitidas entre 1797-1807, tendo assim interesse nos estudos económicos, monetários, e principalmente numismáticos. Faziam parte de um empréstimo público, o primeiro feito em Portugal, por decreto de 29/10/1796, para 10 milhões de cruzados ( 4.000 Réis). Pretendia-se acudir às finanças de País, agravadas no último quartel do sec XVIII, com a quebra de rendimentos do ouro e diamantes do Brasil, e pela participação na guerra do Roussilon (1793-1795). Essas apólices, só transmissíveis por endosso, eram de recebimento obrigatório, (curso forçado). Davam direito ao recebimento de juros, e houve uma grande preocupação em evitar as falsificações, limitando a circulação a apenas 1 ano, após o qual seriam destruídas.Esta determinação só se cumpriu durante 2 anos, e passaram de novo a ser colocadas em circulação com carimbo no verso com a nova data de circulação. No reinado de D. Pedro IV e de D. Miguel foi obrigatória a carimbagem a vermelho para se averiguar o montante total em circulação, pelo que as não carimbadas são muito mais raras.     


Portes Grátis

Contactos para venda : amandio_marecos@hotmail.com